Sinepe/PR cria Comitê de Crise para orientar escolas sobre ações de combate ao surto do coronavírus

Publicado por Sinepe/PR em

O Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe/PR) criou o Comitê de Crise com o objetivo de organizar as informações, agilizar a tomada de decisão e atender de forma mais sistemática as demandas das escolas em relação às ações preventivas para conter o surto do coronavírus (Covid-19). Desta forma, o Comitê orienta as associadas a não tomarem decisões isoladas de fechamento do estabelecimento de ensino, por exemplo, e sigam as orientações divulgadas pelas autoridades públicas – Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde. Também é importante que o sindicato esteja envolvido nesse processo para que possam ser discutidas, em conjunto, as melhores soluções.

Neste momento de alerta global, o Sinepe/PR está mantendo contato permanente com o poder público, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, para repassar as orientações oficiais assim como as medidas que devem ser adotadas nos casos de suspeita da doença em algum estabelecimento de ensino. “As informações estão surgindo com uma velocidade impressionante e há muita notícia falsa sobre o tema. Precisamos estar atualizados e as escolas precisam ter informações assertivas para que possam definir suas ações no combate à doença”, explica a diretora de Relações Institucionais do Grupo Marista, Carmem Murara, que é membro do Comitê de Crise do Sinepe/PR.

Neste momento, em Curitiba e nas demais cidades do Paraná, as autoridades em Saúde consideram precoce o cancelamento das aulas. “A suspensão ou não das aulas deve ser feita com base na orientação da Secretaria de Saúde e do próprio Ministério da Saúde. Orientamos as escolas a não agirem sozinhas, mas sempre se apoiar nas análises que o Sinepe está fazendo”, pontua Carmem Murara, informando que, ao longo desta semana, o sindicato estará atualizando seus associados sobre os procedimentos que devem ser tomados por meio dos canais de comunicação – Boletim, e-mail, whatsapp, site, além do atendimento por telefone e presencial.

Print Friendly, PDF & Email