Projetos de interiores são elaborados a partir de materiais recicláveis e reutilizados

Publicado por Sinepe/PR em

Um dos dilemas da sociedade contemporânea é a necessidade de ter produtos da moda ao mesmo tempo em que falta uma cultura de readequação e/ou descarte adequado. Assim surgiu a Mostra “Do Lixo ao Luxo”, idealizada pelo Curso de Design de Interiores do Centro Universitário Curitiba – UNICURITIBA como uma maneira de questionar esse comportamento.

Em 2019, a mostra chega a sua 4ª edição e conta com 11 ambientes sustentáveis e criativos desenvolvidos a partir da reutilização de móveis, materiais descartáveis e objetos obsoletos, transformando aquilo que é visto como lixo em ambientes funcionais e estéticos.

Neste ano, o diferencial foi a necessidade de criar o projeto utilizando como referência jovens artistas visuais/gráficos: André Mendes, Juan Parada, Marcelo Paciornik, Wilson Pinto, Wladimir Licnerski Gomes, Eliane Prolik, José Marcos Novak, Domingos Tótora, Eva Giller Parisi e Pryscila Vieira.

De acordo com o Prof. Antônio Miranda, coordenador dos cursos de Design de Interiores e de Arquitetura e Urbanismo do UNICURITIBA, a cada ano que passa, a mostra evolui nos quesitos qualidade, acabamento e criação.

“É muito gratificante ver o crescimento do aluno durante todo o processo. O mais importante é isso: não é o ambiente mais bonito, mas o conhecimento que eles adquirem nesse período, principalmente na hora de executar o projeto que eles criaram. É nessa hora que eles percebem o quão difícil é tirar a ideia do papel. Aí eles começam a dar valor à própria profissão”, destaca Miranda.

A mostra é aberta ao público e fica em exibição até 2 de julho, das 8h20 às 22h40, no UNICURITIBA, na Rua Chile, 1.678.

Confira abaixo os 11 ambientes e seus conceitos:

HALL DE ENTRADA
O hall de entrada tem como ponto de partida o conceito de diversidade artística. Inspirado em características pessoais de Frida Kahlo, Salvador Dalí, Van Gogh e Rembrandt, as acadêmicas Amanda Sabrina, Maria Luisa e Thays Correa projetaram um espaço moderno e colorido.

SALA
Inspiradas no conceito “Elementar”, as acadêmicas Paula Lazuta, Gisele Biezus, Kathilyn Zakarkim, Kauane Alves, Dhébora Cabral e Amanda Ferreira criaram uma sala de estar contemporânea e confortável. O espaço foi construído a partir de materiais que remetem a Juan Parada, artista homenageado, que coloca seu foco artístico nas formas.

LEDOTECA WINE
Os alunos Amanda Pombo, Enzo Moura, Leandro Fagundes, Lucia Estelai, Marli Aparecida, Renata Peixoto, Thalita Gobbi e Yasmin Hack assinam o ambiente LEDOteca Wine, espaço dedicado aos encontros, à socialização e ao aprendizado sobre vinhos. O ambiente foi pensado para atender o artista plástico Marcelo Paciornik, despojado, que gosta de receber amigos e viver intensamente.

READING OFFICE
“Transmutação analógica” foi o conceito desenvolvido pelos acadêmicos Lucas Passos, Desirée Dezonet, Eduarda Costa e Gabriela Marchalek no Reading Office. Além desta ideia, o espaço também foi inspirado em José Marcos Novak, que trabalha com bolsas produzidas artesanalmente. O ambiente propõe uma imersão nas questões analógicas, com soluções sustentáveis para o conforto acústico e térmico.

MEZANINO
As estudantes Juliana Queiroz, Michele Kostianoviz, Silvana Pamplona Coelho, Giovana Amorim Rocha, Isabela Souza Gomes Ramos e Nubya Andréa Stemposki desenvolveram um projeto de mezanino para o artista Domingos Tótora, que utiliza o papelão como principal matéria dos seus trabalhos. Assim, o espaço oferece uma experiência sensorial, brincando com emoções e sensações.

HALL
O hall construído pelas alunas Bruna Asinelli, Nyndyê Muller, Mylena Silveira e Milena Siqueira tem como cliente o arquiteto e urbanista Wilson Pinto. Para combinar com o estilo contemporâneo dos seus projetos, o espaço faz referência à cultura minimalista oriental.

BRINQUEDOTECA
Pensando em uma brinquedoteca para um menino de seis anos, os acadêmicos Bernardo Mazzo, Gabrielle de Paula, Giovanna David, Luana Rocha, Nicoly Alves, Nauana Cubas e Tatiane Matozo desenvolveram um espaço colorido. O conceito “Color Kids”, extraído do trabalho do artista Wladimir Licnerski Gomes, está presente em todos os detalhes do ambiente, que proporciona diversão e aprendizado através de estímulos lúdicos.

HOME OFFICE
Os estudantes Andressa, Helen, Jheniffer, Karina, Laryssa, Leandro, Luisa e Shayane projetaram um home office pensando no lifestyle da cartunista curitibana Pryscila Vieira. Ela também é youtuber e utilizaria o espaço como local de trabalho e estúdio para suas gravações. Conceitos de Feng Shui mesclados à ideia de urban jungle fazem do espaço um ambiente ousado e cheio de energia.

VARANDA
Para uma enóloga contemporânea, que adora estar conectada à arte e à natureza, os acadêmicos Camila Terezin, Micaelli Jacomassi, Camila da Rocha, Laura Reisdoerfer, Rafaella Rodrigues e Dhiaires Prudente criaram a Varanda Brasileira. O espaço transmite o calor e o aconchego do sol, misturados à tropicalidade do Brasil. O conceito do projeto foi inspirado nas obras de André Mendes.

SALA
O ambiente Art Bruxa foi criado pelas alunas Jessica Rocha, Paula Hoffmann, Luciane Fanha, Patricia Kuczera e Silvia Lopes, a partir do trabalho da designer e tatuadora Eva Giller Parisi. O espaço transmite a ideia de vida sendo criada e protegida através do uso de cores de impacto, formas orgânicas e misticidade da imagem.

ATELIÊ
O Ateliê de Arte Infantil desenvolvido pelos estudantes Ana Carolina Daemme, Bruna Cruz, Graziela Galdino de Oliveira, Letícia Silva Alencar, Nora Gabriela González Maidana e Patrick Roberto Nunes da Fonseca tem como cliente um menino de sete anos. Para atender às suas necessidades artísticas, o grupo buscou inspiração nas obras da artista Eliane Prolik, trazendo texturas lúdicas e formas geométricas ao espaço.

Fonte: UNICURITIBA
Data: 24/06/2019

Print Friendly, PDF & Email